A cor escura ao fundo é para tornar a leitura mais agradável, não agride tanto a retina.

Gosto de suavidade, músicas e formas suaves, sutileza, carinho, delicadeza, romantismo...

Gosto de pessoas e do universo fascinante que é a singularidade de cada um;

Gosto de todos esses blogs à esquerda. Neles, encontro emoção, genialidade, me edifico...

Gosto de sorrir e tento fazê-lo o tempo todo, faz bem para a alma, para o corpo,

dá leveza nas tarefas cotidianas e desarma quem não está com bom humor;

Gosto da paciência, do equilíbrio e do bom senso - são inerentes à sabedoria;

Gosto das letras, palavras, frases e das várias formas de interpretá-las...

sábado, 23 de junho de 2012


Foto: Emília Duarte


A tinta da caneta acabou e ainda tento encontrar, em vão, os motivos dessa distância.
Mas faz algum tempo que aprendi - a regra é universal...
Os fatos novos são uma sequência ou consequência dos que passaram...
Aprendi ainda que diante de palavras desnecessárias e gestos indelicados é melhor ficar quieto.
A maior parte do tempo, só temos ou encontramos o que buscamos...
Será que precisamos da distância para perceber que precisamos estar próximos?
O olhar carinhoso, as palavras doces,
os gestos acolhedores, o toque amoroso,
o perdão sem mágoas, o sorriso cativante...
tudo isso me atrai.